Ir para conteúdo 1 Ir para menu 2 Ir para busca 3 Ir para rodapé 4 Acessibilidade 5 Alto contraste 6

---

  • ?
  • ?

---

  • ?
  • ?


ESTIAGEM Prefeitura já transporta mais de 200 mil litros de água por dia

Publicado em 21/01/2022 às 10:52 - Atualizado em 21/01/2022 às 10:58

Para redes comunitárias, sistema de racionamento será adotado

Já são quase 60 dias sem chuvas regulares na região Extremo oeste e a oferta de água potável diminui a cada dia, forçando a administração pública de Belmonte buscar alternativas para atender a demanda diária, que já ultrapassa os 200 mil litros para o consumo humano e animal. O clima seco e quente e a grande extração de água colocam em cheque a capacidade da maioria das fontes de água que abastecem a comunidade. Sistema de racionamento deve ser adotado nos próximos dias.

Segundo dados das Secretarias de Transportes e Obras e da Agricultura, dois caminhões estão exclusivamente empenhados nos transporte de água para o abastecimento de residências e redes comunitárias do interior, com uma média de 100 mil litros dia. Outro caminhão-pipa, terceirizado, e um trator da prefeitura, com tanque de seis mil litros, transportam a mesma quantidade para o consumo animal. Essa demanda atende granjas de aves de corte, confinamentos e granjas de produção de leite. Outra grande quantidade de água, não computada pelo poder público, é transportada pelos próprios produtores, com equipamentos particulares e emprestados pela prefeitura.

 

Preocupação

Com os pedidos aumentando a cada dia, hoje com 30 unidades familiares individuais e mais 30 atendidas pelas cinco redes comunitárias, e previsões nada favoráveis de chuvas significativas, o pedido do prefeito Jair Giumbelli é de que a comunidade colabore e economize água.  Vários casos tem chamado a atenção pelo descaso, quando alguns produtores destinam água potável para consumo humano para abastecimento de bebedouro dos animais. “Nossa prioridade é o a demanda para consumo humano. Para os animais, temos um cmainhão-pipa terceirizado e outros equipamentos a disposição. Não é admissível que as pessoas utilizem água das redes comunitárias ou destinadas à residência para dar aos animais. Basta fazer o pedido junto às Secretarias responsáveis que atenderemos os dois casos. Tudo é programado a fim de contemplar a todos. Quem desrespeitar as regras, corre o risco de ficar sem água!”, alerta o prefeito.

Ele ainda ressalta que os pedidos de abastecimento devem ser feitos de segunda a sexta-feira, afim de possibilitar a organização das equipes de forma eficaz e dinâmica.

 

Racionamento

Afim de permitir a recuperação dos níveis das fontes e manter os reservatórios abastecidos de forma satisfatória, a Prefeitura deve adotar, a partir de segunda-feira (24), um sistema de racionamento nas redes comunitárias. Os registros permanecerão abertos entre às 7h30 e 13h, nos demais horários as redes serão fechadas para que as caixas sejam enchidas e os níveis das fontes se recuperem durante a noite. “É grave a situação! Se não tomarmos medidas mais racionais, há um grande risco de faltar água! A comunidade precisa colaborar, não só agora, mas durante todo!”, complementa Giumbelli.


Galeria de Fotos

  • {{galeriaImagens.length + galeriaVideos.length - 12}}
  • {{galeriaMultimidia.length + galeriaImagens.length + galeriaVideos.length - 12}}
Fechar